Amar é Complicado

18 de julho de 2018

Por Gilaelson

Você ama mesmo alguém? Já parou para pensar que você pode estar falando de algo que ainda não experimentou, não conheceu ou não viveu de fato? Pois é, amar alguém não é uma conquista que vem da noite para o dia e nem tampouco o resultado de uma confissão positiva. O amor pelo outro também não é um pacote pronto que se compra no supermercado da esquina. Trata-se de uma caminhada que compreende tempo, dedicação e um custo exigido no processo que nem todos estão dispostos a pagar.

A primeira coisa que precisamos ter em mente e que devemos também contar aos nossos filhos é que amar dá trabalho. Por isso, se você pretende amar uma pessoa, deverá, antes de tudo, criar laços fortes, dar e receber confiança, e até renunciar sonhos e vontades próprias em prol do querer do outro. É dizer para si mesmo que está disposto a construir e definir essa condição de vida para o seu futuro. Não é um conto de fadas, e sim uma responsabilidade que se adquire dentro de uma escolha que se faz.

Há pessoas que, no anseio de dar uma resposta esperada ao cônjuge ou a namorada, declaram amá-los, mas, na verdade, essa afirmação só traduz mesmo o sentimento de posse. Do tipo: minha mulher, meu marido, minha namorada ou meu namorado. Trata-se de uma relação onde a pessoa se torna seu dono, mas não permite que você seja dono dela. Nessa proposta, não existe amor; o que existe é um senso de propriedade, de mão única, que sufoca e ilude a ambos dentro de um relacionamento.

Devemos estar cientes que amar é dedicar-se a alguém e, para isso, precisamos de tempo! E tempo é o que as pessoas menos têm hoje. Poucos querem investir tempo, porque tempo é vida; mas viver para o outro é o grande segredo nessa fantástica experiência entre homem e mulher. Este é o problema da maioria dos que se divorciam, por exemplo. Eles não querem mais lutar por aquela pessoa, não estão mais dispostos a perdoá-la, suportá-la e nem submeter o resto dos seus dias a ela. Em resumo: Eles desistiram de amar.

Amar deve ser um investimento diário e contínuo; tarefa que exige paciência, atenção, compreensão, humildade, doçura, perdão; algumas vezes, você sentirá vontade de abraçar e beijar; outras, de simplesmente chorar. Mas, ainda assim, vale a pena amar. Aliás, essa é a maior experiência na vida de um homem e o mais excelente sonho idealizado por uma mulher. Todavia, ninguém chegará a esse patamar sem que antes tenha massacrado seu próprio ego e vivido dias de muito trabalho.

Parabéns a quem decidiu amar…. você merece um prêmio, então seja feliz!

No Comments

Deixe uma resposta

avatar

Publish

O deus de Marcelo Crivella é o deus da esperteza e senhor da malandragem.
13 de julho de 2018
A maturidade não é para todos
23 de julho de 2018