Não tem jeito! Infelizmente, precisamos apagar algumas pessoas da nossa história.

maio 2, 2019

 

Calma! Eu não disse que devemos deixar de amar ninguém, pois assim estaria indo de encontro ao que acredito. Mas me refiro em deletar histórico e remover registros. Não é esquecer como em um processo amnésico, e sim enfraquecer lembranças que nos fazem sofrer. O que é completamente diferente! Deus utilizou esse método após ficar chateado com Amaleque, um cidadão que sempre lutou contra Israel em sua caminhada à terra prometida. Então Deus disse que riscasse a memória dele de sobre a face da terra. Deus não queria que ninguém mais falasse nesse homem, mas que o seu histórico fosse deletado.

Às vezes, pode parecer cruel essa atitude ou soar como vingança para quem ouve. Mas, infelizmente, chega um determinado momento em que não compensa mais andar com certas pessoas, ajudá-las, ou até mesmo falar delas. É como se elas tivessem se tornado uma pedra de tropeço, sem nenhuma utilidade real; antes, se transformaram em empecilhos, se especializaram em trazer tristezas e decepções. O saldo delas são dores e angústias; de modo que viver ao seu lado é aniquilar a esperança, apagar o brilho do presente e comprometer um futuro saudável e feliz.

O afastamento, nesses casos, não é nada macabro; faz parte do jogo da vida; porém, permanecer perto desses indivíduos pode arruinar todo um projeto nosso e, consequentemente, nos estragar também. Por isso, Deus disse que Amaleque deveria ser deletado para não complicar as coisas. Porém, essa atitude extrema não pode ser tomada antes de muitas tentativas de se recuperar a pessoa; é preciso ocorrer idas e vindas como testemunho de amor. Enfim, não podemos fazer isso antes de termos dado várias oportunidades a essa pessoa.

Não podemos esquecer que, para o bem da nossa saúde psíquica e emocional, é necessário remover lixos, históricos ruins que nos fizeram tropeçar. Faz parte do processo, poderíamos chamar isso de manutenção emocional, um cuidado de sI mesmo. Muitas vezes, por nos faltar essa higienização emocional é que sofremos grandes percalços na caminhada.

E afinal, a vida tem dessas coisas, existem pessoas que nós temos que chamar para perto e outras das quais precisaremos estabelecer distância. Não tenho dificuldades com esse entendimento. Porém, muitas vezes, mesmo sendo prejudicados por tais indivíduos, nós temos dificuldade de nos afastar porque amamos; outras vezes, porque temos pena. Quando, entretanto, o equilíbrio está em jogo, quando a felicidade é ameaçada e até mesmo quando a alma passou a ser vítima, o afastamento deve ser cirúrgico, com um corte profundo e removedor, até que fique somente o sinal de que um dia houve alguma coisa ali, mas que agora está acabado.

 

 

NÃO HÁ COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

avatar

Publicar

De onde vieram suas verdades?
abril 19, 2019